Serão três apresentações — uma em Florianópolis, no Teatro Ademir Rosa; e duas em São José, no Teatro Hermelinda Izabel Merize (Centro Multiuso)

Pela primeira vez, Florianópolis e São José recebem o Festival Armacell EcoMúsica, projeto itinerante que, em 2024, relembra os 30 anos de saudade de Tom Jobim (1927-1994). Em Santa Catarina, estão programados três concertos e uma masterclass, entre os dias 5 e 9 de junho, todos com entrada gratuita. O festival segue para a capital paulista em agosto, onde terá uma edição no Auditório do Museu de Arte de São Paulo (MASP). 

Além do pianista e curador paulista Fabio Caramuru, idealizador da proposta, os espetáculos terão participação de grandes virtuoses como convidados, entre eles o maestro, pianista, cantor e pesquisador Marco Bernardo, de São Paulo;  o pianista e maestro catarinense Luiz Gustavo Zago; o contrabaixista Tiê Pereira; o baterista Richard Montano e a cantora Claudia Bossle. Todas as apresentações terão projeções de videoarte assinadas pela artista Ciça Lucchesi.

O Festival já foi realizado em outros estados brasileiros. A primeira edição foi em dezembro de 2022, quando levou a EcoMusica de Fabio Caramuru para o famoso Teatro Amazonas, de Manaus (AM). “A EcoMusica é criada a partir de um diálogo com a natureza, especialmente a partir do som dos pássaros e das cigarras”, explica Caramuru, diretor musical do evento.  Em 2024, o projeto incorpora composições de Tom Jobim apresentadas por diferentes músicos e formações.  

“Tom Jobim era um grande defensor da natureza, talvez um dos primeiros músicos do Brasil a serem atuantes na defesa do meio ambiente. Eu particularmente me identifico com a obra do Tom e entendi que seria interessante um diálogo entre o repertório dele e a EcoMusica”, afirma o pianista. 

Caramuru, por sua vez, é o nome por trás da EcoMusica. Além de aclamada e premiada carreira como pianista clássico, é reconhecido por ser um visionário na fusão de música e ecologia. O projeto EcoMusica abrange as composições do pianista que são como sinfonias entre o piano e sons da fauna brasileira. 

Estreia em SC será em Florianópolis em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente

A estreia do festival em Santa Catarina será no dia 5 de junho, no Teatro Ademir Rosa (CIC), na Capital, com Brasil em Dois Pianos. No espetáculo, os pianistas Fabio Caramuru e Marco Bernardo apresentam músicas do repertório mais popular de Tom Jobim. 


Alguns dos arranjos, assinados pelo pianista, compositor, cantor e pesquisador Marco Bernardo, foram pensados para dois pianos e prometem preencher todos os espaços do principal teatro do Estado. No repertório estão composições icônicas de Tom Jobim e alguns de seus parceiros, como Vinicius de Moraes e Radamés Gnattali. Além de música, o concerto também terá projeções de entrevistas com Tom Jobim e outros artistas. 

Em Florianópolis também será realizada uma masterclass no dia 8 de junho, ministrada por Fabio Caramuru. A aula será das 16h às 19h, no Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e é gratuita. As inscrições podem ser feitas pelo Sympla (25 vagas). 

Teatro do Centro Multiuso de São José terá duas apresentações, dias 7 e 9 de junho

Em São José, o Festival Armacell EcoMúsica realiza dois concertos. No dia 7 de junho, o Teatro Hermelinda Izabel Merize, localizado no Centro Multiuso, recebe o Especial Tom Jobim, uma homenagem ao músico carioca com um dos grandes virtuoses da cena instrumental do Sul do país: o pianista Luiz Gustavo Zago. 

O maestro catarinense será acompanhado de Tiê Pereira no contrabaixo, Ana Luiza Remor na flauta, Raphael Buratto no violoncelo e Richard Montano na bateria. A cantora Claudia Bosse vai acompanhar o trio. A apresentação será uma imersão na obra atemporal de Tom, com clássicos como Garota de Ipanema e Wave

O encerramento do festival  terá o espetáculo Vozes da Natureza, com destaque para o pianista Fabio Caramuru, no domingo, dia 9 de junho. Trata-se de um experiência inovadora na qual o músico apresenta uma celebração da natureza por meio da música. 

No programa está a EcoMusica, composições de Caramuru criadas a partir dos sons coletados na natureza: amostras de sons do ambiente natural que representam o princípio gerador de sua obra. Ao longo do espetáculo, que terá a participação especial do contrabaixista catarinense Tiê Pereira, e da cantora Jéssica Pereira, o músico apresenta diálogos entre sua criação e algumas peças de Tom Jobim. A apresentação terá ainda recurso de videoarte de Ciça Lucchesi, projetada em sincronia com a dinâmica dos sons.