Maior concurso de botecos do Brasil reúne 28 estabelecimentos da Grande Florianópolis

De 5 a 28 de abril, o primeiro e maior concurso de “butecos” do Brasil convoca a comunidade botequeira a eleger o melhor buteco do país, com o lema “Somos Todos Buteco”. Com esse slogan, o concurso, que chega à 6ª edição em Florianópolis, reitera mais uma vez o buteco como um grande protagonista da sociabilidade brasileira e demarca a existência de uma “cultura de buteco”. Por aqui, 28 estabelecimentos participam: Ara Beach Bar, Aukanaii, Balcão Mané, Basílio Steak House, Borogodó da Ilha, Boteco da Ilha, Boteco do Alemão, Botequim das Flores, Centro Social da Cerveja, Dona Jovem Bar, Gambarzeira, Giro Floripa, Morro das Pedras Bar e Restaurante, Nacanoa Oyster Bar, Oliveira Restaurante, Parador 714, Petiscaria Chopp e Prosa, Quinta 32, Quiosque do Mozo, Quiosque Fênix, Rufus Bar, Sufoco’s Bar, Tonho Boteco, Trapiche Bar e Wok You, todos na capital; Capitão Gaivota e Camarão Manezinho, em São José; e Bendito Boteco, em Palhoça. 

Os estreantes deste ano contam que estão com expectativa alta e acreditam chegarem ao pódio. Para Lucas Lisboa, proprietário do bar Gambarzeira, a expectativa é trazer mais clientes para a casa, principalmente aqueles que não conheciam, “Pensamos em um petisco inovador, e estamos entrando para ganhar”, conta Lucas. Marina Costa, proprietário do Borogodó da Ilha, confessa que apesar de desafiadora, a escolha do petisco não foi difícil, afinal, sabem que os clientes e amigos gostam de boa comida, bebida gelada e muito samba, “Queremos levar entretenimento e boa comida para os butequeiros”, completa ela. 

História e dinâmica do Concurso

O Comida di Buteco nasceu no ano 2000, na cidade de Belo Horizonte, na extinta Rádio Geraes FM, com objetivo de resgatar botecos familiares e a cozinha raiz. Trata-se de um concurso, não de um festival: com voto popular e de jurados, é eleito o melhor boteco da cidade e depois o melhor do país. Realizado há 24 anos sempre no mesmo mês, abril tem-se tornado, a cada ano, o mês da cultura de boteco no Brasil. 

Público e jurados visitam os estabelecimentos dando notas de 1 a 10 em: atendimento, temperatura da bebida, higiene e petisco. O petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e dos jurados 50%.  A cada edição, 20% da base de participantes é renovada, oxigenando o roteiro e mantendo a competitividade sempre animada.

Desde 2016 o Comida di Buteco é realizado em duas etapas: a primeira etapa é regional, onde a votação é feita pelo público e jurados da própria cidade. Depois de eleitos os campeões de cada circuito, um outro corpo de jurados visita e avalia os campeões para que seja eleito então, o melhor boteco do circuito. E em julho, numa festa realizada em São Paulo é revelado o campeão nacional, melhor boteco do Brasil.

Imagem em destaque: Tonho Boteco/Jociele Rodrigues